Blog


COBRANÇA REGISTRADA CHEGA PARA BOLETOS DE R$800

29/03/2018 Fonte: Jornalista Carolina Behr - reg 9772

NOVA NORMA DA FEBRABAN AUMENTA CUSTOS PARA EMISSÃO DE BOLETOS

CRONOGRAMA COM AS ÚLTIMAS TRANSIÇÕES:

  • A partir de 24 de março/2018 – R$ 800,00 ou mais
  • A partir de 26 de maio/2018 – R$ 400,00 ou mais
  • A partir de 21 de julho/2018 – R$ 0,01 ou mais

 

O QUE MUDA?

O boleto será registrado no sistema bancário no momento da emissão para centralizar a base de títulos nacionais e - por este motivo - para fazer qualquer alteração na cobrança será necessário enviar as alterações para o banco emissor.

Mas o que está realmente por trás dessa iniciativa é a necessidade dos bancos de reduzirem prejuízos advindos de fraudes de boleto.

 

MAIS TAXAS?

As instituições bancárias deverão cobrar mais de uma tarifa para cada boleto:

  • Emissão;
  • Confirmação de pagamento;
  • Alteração da data de vencimento;
  • Manutenção de registro (caso o boleto não seja pago alguns meses após o vencimento);
  • Cancelamento/baixa.

 

BOLETOS SEM REGISTRO

De acordo com a Febraban, “os boletos oriundos de cobrança sem registro somente poderão ser recebidos pelo Banco Beneficiário (emissor)”. Ou seja: a cobrança sem registro não deixará de existir. Mas exigir que o boleto seja pago no banco emissor com certeza será um complicador para a operação.

 

O que muda no dia a dia?

* DADOS CADASTRAIS: deverão estar completos com nome, CPF/CNPJ e endereço;

* REGISTRO ANTECIPADO: o boleto deverá ser registrado no banco via arquivo de remessa ou através de uma solução integrada ao sistema de gestão;

* VALOR E DATA DE VENCIMENTO: não serão mais aceitos os boletos incompletos;

* Os bancos poderão COBRAR TAXAS de registro, liquidação, permanência e baixa;

* No caso de INCONSISTÊNCIAS DE DADOS OU VALORES, os pagamentos não serão aceitos;

* ALTERAÇÕES NO BOLETO: como na data ou no valor, o boleto terá de registrado novamente junto ao banco, através de arquivo remessa;

* JUROS E MULTA: serão atualizados automaticamente no momento do pagamento.

* Será possível também pagar o boleto após o vencimento em QUALQUER AGÊNCIA BANCÁRIA;

 

        JUSTIFICATIVAS DA MEDIDA

O início da implementação da NOVA PLATAFORMA DE COBRANÇA pela Febraban começou ano passado com a justificativa de que o sistema de liquidação para os boletos bancários precisava ser modernizado. O novo modelo de cobrança está sendo alterado e, por não estar sendo amplamente divulgado, gera dúvidas e tem tirando o sono de muitos prestadores de serviços e empresários. Em operação desde julho de 2017, quando passaram a ser processados os boletos de valor igual ou acima de R$ 50 mil, o processo deverá estar concluído até 22 de setembro com a inclusão dos boletos de cartão de crédito e de doações, entre outros.